O Range Roger SVR é um monstro de 2.330 kg que se mexe rapidamente graças ao seu powertrain cabuloso: V8 5.0 supercharger com câmbio automático de oito velocidades. Lembra do Jaguar F-Type R?! Pois é, eles dividem esses itens e ambos empurram demais! Você pode torcer o nariz para o jipão, mas enquanto faz isso, os 100 km/h já chegaram em 4,7 segundos. E caso desdenhe da sua performance, vai ficar de cara quando o ponteiro do velocímetro apontar 260 km/h, sua velocidade máxima. É fortão mesmo. E alto também, ou seja, o centro de gravidade é elevado mas a eletrônica e tração 4×4 tenta ajudar. Ah, ele também é beberrão: mas su tanque de combustível leva até 105 litros de gasolina, portanto mesmo que seu pé seja pesado e ele possa fazer 3 km/litro, você ainda terá uma autonomia acima dos 300 km.svr-fullpower

bx-mcrazy_raw_rodassrtjeep_bannerSuperequipado e invocadão, as rodas são de 21 polegadas com pneus 275/45 – a Motorcrazy distribui rodas RAW, aro 22″ e 24″ para Land e Range, caso queira modificar o SUV. O conjunto copia bem o asfalto e passa um pouco das irregularidades das pistas brasileiras para a cabine, onde os ocupantes sentam em bancos semi-concha lindos e confortáveis. O ar-condicionado tem quatro zonas e permite regulagens individuais para cada passageiro da frente e de trás. Oito bolsas de ar protegem quem passeia no jipão estiloso. Além desses airbags, toda a sopa de letrinhas que auxilia em freio, suspensão, estabilidade em geral está presente. A tela de oito polegadas no painel é touch-screen e tem de tudo, até TV digital.svr-fullpower-2BX Leandrini_610x200Cerca de 30 felizardos endinheirados comprarão o SVR no Brasil, pois esse é o número que a Jaguar-Land Rover disse ter importado. A exclusividade será suficiente para torcer pescoços pelas ruas, mas para os que quiserem causar de verdade, basta um toque em uma das teclas que libera o ronco do escape do V8  ou até mesmo um clique em outro botão que abaixa e levanta a suspensão pneumática ser ouvido e visto de uma distância ainda maior.
svr-fullpower-4Comparando com outros modelos de mesmas características, peso elevado e eletrônica proibitiva (interfere na tocada), o SVR não saiu tão mal – ele tem ainda o agravante do centro de gravidade elevado. O Chevrolet Camaro 2015 virou 1min59seg, por exemplo. Até mesmo o Audi RS6, um super-jato que viro 1min53seg sentiu o peso e poderia ter ido mais rápido. O SVR virou 2min1seg, afinal são 2.330 kg para os 550 cv e 69,3 kgfm de força. Mas quem compra um SVR, tem que aproveitá-lo mesmo no uso diário, longe das pistas. Que tal uma viagem expressa até uma fazenda, com direito a aceleradas mas sem colocar a vida de ninguém em risco e sem infringir a lei?