A Chevrolet não estava brincando quando disse que a versão mais nervosa do Corvette, a ZR1, seria capaz de atingir 210 milhas por hora de velocidade máxima (o que dá 337 km/h). No começo desta semana, a fabricante divulgou o vídeo não só comprovando o que prometeu, mas mostrando que o superesportivo pôde fazer ainda mais do que isso.

O teste de velocidade máxima aconteceu na pista de Papenberg na Alemanha, local propício para este tipo de prova, por ser composto de duas retas paralelas e curvas bastante inclinadas. Para aferir a velocidade, o carro é obrigado a realizar duas voltas: uma a favor e outra contra o vento. A média das duas velocidades máximas atingidas entrega o resultado.

Conforme vocês vão poder assistir aí no vídeo, o Corvette ZR1, com seu motor 6.2 V-Oitão de 765 cv, conseguiu bater máxima de 214,88 milhas por horas numa volta (345,88 km/h) e 210,20 mph (338,28 km/h) em outra, resultando num recorde histórico para o modelo de 212 mph (341 km/h). Nada mau, hein?

Mas a história não termina por aqui. Na época do lançamento do carro, o engenheiro-chefe do modelo, Tadge Juechter, disse que a velocidade máxima do Corvette estava limitada em 215 mph (345 km/h), sobretudo por causa da limitação dos pneus. Ou seja, talvez, se tirarem seja lá o que for que esteja limitando o motor e trocarem os pneus para modelos que suportem velocidades maiores, é capaz de o clássico americano superar essa marca dos 341 km/h!