A BMW apresentou nesta quinta-feira (29) a primeira atualização do esportivo i8. A principal novidade da linha 2018 do cupê é a versão sem teto que, meu amigo, ficou lindona. Conseguiram deixar o visual dele, que já era um acontecimento por si só, ainda mais marcante, especialmente por conta das bolhas atrás dos ocupantes, que misturam uma pegada mais retrô com as linhas futuristas dele.

A versão conversível do i8, a Roadster, é cerca de 60 kg mais pesada que a cupê, por conta dos mecanismos de retração do teto e alguns reforços a mais no chassi. Lembrando que todo o monocoque desse modelo é feito de plástico reforçado com fibra de carbono.

Além da carroceria nova, os i8 também tiveram uma leve injeção de ânimo no conjunto híbrido. O motor elétrico conta com mais densidade energética e agora despejam 142 cv nas rodas dianteiras, enquanto o motor a combustão 1.5 turbo traciona as de trás com 230 cv de potência. No total, o sistema gera 374 cv. Se você ainda duvida da capacidade dele, por não ter um blocão V8 borbulhando atrás do motorista, saiba que ele pode acelerar até os 100 km/h em 4,4 segundos.

Pra quem quiser tratá-lo na manha, o i8 agora pode rodar só no modo elétrico até os 119 km/h, com autonomia de 54 km.