A principal notícia desta segunda-feira (23) para quem é FULLPOWERmaníaco é esta aqui: a Honda confirmou o lançamento da versão Si do Civic para 2018. Assim como a geração passada, a carroceria que a Honda escolheu para a versão esportiva será a cupê de duas portas, apesar de haver a opção sedã em outros países.

O Civic Si da décima geração do carro quebra um paradigma que pode ter deixado muita gente frustrada, mas que no papel (e ao volante) e totalmente justificada. Ele agora é impulsionado por um motor turbo, o mesmo 1.5 de quatro cilindros da versão Touring, só que calibrado para gerar 208 cv a 5.700 rpm e 26,5 kgfm de torque, já disponíveis a partir das 2.300 rpm. Pelo menos o câmbio manual de seis marchas foi mantido!

Se o Civic normal já surpreende em dirigibilidade nessa geração, as melhorias que a Honda aplicou (de carroceria com maior rigidez torcional, por exemplo) são multiplicadas no Si. O modelo tem um setup de suspensão mais esportivo, com barras estabilizadores mais rígidas (30% a mais na dianteira e 60% a mais na traseira), buchas sólidas e “braços ultra-rígidos do Civic Type R”, como afirmou a fabricante. Além disso, os amortecedores são adaptativos, os discos de freio têm 12,3 polegadas e rodas aro 18 calçadas com pneus 235/40.

Visualmente, o carro segue o mesmo visual do sedã. Os faróis afilados, formato da barra da grade dianteira e lanternas de bumerangue estão lá. Só mudam os para-choques, com entradas de ar maiores na frente e uma saída de escapamento central em formato trapezoidal atrás.

A Honda disse que o carro deve chegar no segundo trimestre do ano que vem, mas ainda não abriu o preço dele. É melhor você preparar seu bolso, porque se a versão Touring custa R$ 125 mil, pode ter certeza que o Si vai custar daí pra cima. Infelizmente.

Mas de qualquer maneira, pra quem tava em dúvida se eles trariam o Civic Si para o Brasil (já que o Touring teoricamente já tá ocupando a faixa de preço que o Si tinha, e já têm um motor turbo respeitável), a decisão da Honda é de se comemorar!