Apesar de o Mercedes-AMG GT ser o atual carro-chefe da marca em termos de desempenho, design e tecnologia para garantir a melhor performance que os alemães podem oferecer, tem bastante gente que ainda sente falta do lendário SLS com suas asas de gaivota.

Nenhuma medição técnica vai conseguir justificar essa preferência, já que o AMG GT é mais rápido, mais leve e mais preciso na pista. Mas há algo naquele V-Oitão de 6.2 litros altamente girador que cativa mais do que a tecnologia biturbo do GT.

E para trazer de volta o SLS ao seu lugar de origem, o topo, a preparadora alemã Inden Design decidiu dar um tapa no visual do esportivo e uma leve mexidinha no motor. Eles pegaram a versão Black Series e levaram o nome ao pé da letra, dando um acabamento externo todo em preto brilhante, incluindo as estrelas da grade frontal, da traseira e as rodas.

O kit aerodinâmico também é feito sob medida para o SLS, com saias, difusor traseiro e aerofólio de fibra de carbono. A suspensão foi trocada por uma do tipo coilover da KW e o sistema de exaustão é todo de aço inoxidável.

Pra completar a receita, os caras trabalharam no motor (infelizmente não especificaram em que) para ele gerar 64 cv a mais de potência, totalizando 643 cv pulsando sob o longo capô do SLS – o que é mais do que qualquer GT, incluindo o R, pode dizer.