Catalisadores eram vilões durante os anos 70 e 80. Do dia para noite, alguns motores perderam dezenas de cavalos, graças à adoção do equipamento antipoluente no escape. Hoje, isso mudou. Não há nenhum carro de rua, mesmo os preparados, que não utilizem o equipamento em países desenvolvidos.

No Brasil, a inspeção ambiental veicular já é obrigatória para todos os carros paulistanos. Em breve, a checagem dos níveis de emissões deverá ser realizada no território nacional completo!

Para comprovar a eficácia de um componente de performance, testamos no dino e com o analisador de gases Napro PC Multigás um catalisador de performance MagnaFlow Universal Hi-Flow de 3”. O carro do teste foi um Gol 1000 Turbo que deveria passar pela inspeção dias depois. Ele é equipado com chip de potência Nascarchips, escape de 2,5” Giba Escapes, teve o variador de fase VVT eliminado e tem polias de comando reguláveis, componentes internos balanceados e cabeçote com retrabalho leve. Queimando gasolina, com 1,4 kg de pressão de turbo, rendeu 133 cv e 21 kgfm de torque.

Com o Magnaflow, por mais incrível que possa parecer, a potência subiu um pouco: 134 cv e 21,5 kgfm de torque. Parece que o 1000 gostou de uma pequena contrapressão no escape! A análise de gases com equipamento Napro PC Multigás comprovou a eficiência do sistema. Em marcha lenta, o índice de CO corrigido que era de 0,80, passou para 0,60. O de HC corrigido passou de 202 ppm para 144 ppm. Confira o teste completo e os gráficos de dina.