Levamos o novo Golf GTi para o dinamômetro, afinal a marca fala que agora ele tem 230 cv no seus fenomenal EA888. Continua o câmbio DSG de seis marchas, também muito bom e eficiente, e os resultados não bateram com o divulgado. Mas essa é uma coisa boa, como você verá no vídeo abaixo.

Além disso, experimentamos um filtro esportivo nacional, inbox, da RS Filtros (SC). As diferenças também estão apresentadas no vídeo mas falemos um pouco por aqui também: as curvas de torque e potência melhoraram com o elemento interno que permite mais fluxo de ar, especialmente em baixas e médias rotações. No pico de potência praticamente não houve diferença. Isso pode acontecer em alguns motores, mas neste caso a boa notícia é que o uso cotidiano exige força e potência justamente para sair de semáforos, fazer uma ultrapassagem,  tudo isso sempre em rotação abaixo do pico de potência.

Muita gente vai falar “não ganhou nada”! Não é bem assim. Não ganhar lá em cima, não significa que o continua a mesma coisa, afinal as curvas vão desde perto de 1.500 rpm até quase 7.000 giros. Ganhar qualquer cv ou kgfm de torque em qualquer regime de rotação é excelente, ainda mais com um produto de custo baixíssimo e que pode ser substituído quando o dono quiser. Após a adoção de um filtro, esses motores turbo vão muito bem com remapeamento e até um novo escape (ou parte dele).