Nesta última segunda-feira (16) nós publicamos o teaser com algumas informações sobre o primeiro lançamento da Polestar separada da Volvo, mas agora temos a história completa, já que o carro foi apresentado num evento em Xangai, na China, nesta terça-feira (17).

Como adiantamos, o Polestar 1 é feito sobre a plataforma SPA da Volvo, que dá origem ao S60. Porém, os engenheiros da nova marca garantem que metade do trabalho é todo creditado a eles, sem nenhuma influência da Volvo. Isso pode ser verdade em relação à engenharia, porque no quesito design, o 1 (ou One) é basicamente a versão de produção do Coupe Concept dos suecos, mostrado em 2013.

Eles fazem questão de deixar clara a independência da Volvo, porque a Polestar está oferecendo um Grand Cupê 2+2 esportivo de verdade, com DNA feito para pistas, não é uma “simples” adaptação de um projeto de sedã. Tanto que o One estreia um nova tecnologia de suspensão adaptativa eletrônica e carroceria de fibra de carbono que, além de reduzir o peso do carro, contribui para aumentar a rigidez torcional em até 45%!

Outra coisa que pegaram da Volvo, além da arquitetura, foi o motor 2.0 de quatro bocas, turbo e com supercompressor. É o Drive-E que cuida das rodas da frente. O eixo traseiro é impulsionado por dois motores elétricos. Com isso, a distribuição de peso dele fica dividida 48:52 entre os eixos. A potência combinada do sistema híbrido é de 608 cv e impressionantes 101 kgfm de torque!

Pra frear essa fera aí, os discos têm 400 mm de diâmetro e as pinças têm seis pistões, tudo fornecido pela Akebono.

A produção do Polestar 1 vai começar em 2019 e a marca vai adotar uma estratégia de “assinatura” para os consumidores, algo que tá virando moda na indústria (lembra do “Netflix” da Porsche?).