O presente em que carros aspirados 0 km da Porsche sejam realidade está cada vez mais próximo de se tornar passado. De acordo com a revista australiana Motor, o próximo 911 GT3 da geração 992 vai adotar um motor sobrealimentado, encerrando a tradição dos aspirados de corrida da marca homologados para as ruas.

A publicação noticiou, em caráter de apuração, ou seja, nada oficial, que o motor boxer de seis canecos do GT3 será turbo e vai render aproximadamente 557 cv, cerca de 50 cv a mais que o atual. De quebra, além de acabar com o motor aspirado, a marca deverá aposentar, também, o câmbio manual, já que o próximo GT3 virá somente com o câmbio de dupla embreagem (o PDK) de oito marchas.

Para os entusiastas, se essa notícia se confirmar, certamente vai representar o fim de uma Era. Porém, para aqueles menos apegados às tradições, isso só é motivo de comemoração, já que com um conjunto desses, o 911 GT3 turbo deverá ser o mais potente e rápido da história, chegando aos 100 km/h em 3 segundos, 0-200 km/h em 9 segundos e velocidade máxima acima dos 330 km/h.

Pra reforçar ainda mais o desempenho do próximo GT3, a marca vai adotar materiais ainda mais leves em sua construção. Ou seja, de fato, a união de turbo, câmbio robotizado e regime vai resultar num GT3 ainda mais endiabrado na pista.