O SEMA Show, maior evento de acessórios e veículos customizados do mundo, rolou em Las Vegas (EUA). Foram mais de 2.400 expositores, inacreditáveis 2.000 veículos para serem admirados.  A FULLPOWER esteve lá, produziu bastante material, muitos deles já publicados, mas ainda virão vídeos, mais galerias e informações. Do que vimos por lá, os gringos estão usando muita mecânica moderna, deixando para trás os antigos V8 com carburador Quadrijet.

Marcas como Chevrolet, Ford e as do grupo FCA (Dodge e Jeep, especialmente), estão vendendo seus V8 em diferentes configurações, já acoplados a transmissões atuais também. Quer um veoitão 392 Dodge? Mais de de 700 cv sob o capô com tudo do bom e do melhor e ainda atendendo a emissões? Só comprar! Vai custar mais de US$ 22 mil – preço lá fora – mas vai ficar zerado e sem dores de cabeça, desde que as adaptações sejam bem-feitas.

Rodas, pneus, componentes de suspensão, freios e escape, estavam por todos os lados, assim como materiais para envelopamento, tintas especiais e até um pouco do que pode ser o futuro dos carros preparados, afinal a Hyundai levou um Ioniq (híbrido da marca) com modificações para ganhar rendimento e eficiência. Feito pelos especialistas da Bisimoto (Califórnia), o hatchback teve sua altura reduzida para diminuir a resistência ao vento, ganhou kit aerodinâmico, escape mais livre, óleo lubrificante especial de baixo atrito, tudo visando eficiência, mas com uma pitada de modificação. Algumas marcas especializadas em injeção eletrônica apresentaram corpos de borboletas que remetem aos antigos carburadores de corpo duplo, mas com plug para encaixar o sensor MAF. Ou seja, apesar da cara de carburador, o motor será alimentado por injeção eletrônica.

Na edição que completa 50 anos do evento, carros clássicos e novos se misturavam, sem destaque para um modelo específico. SUV, picapes, muscle, supercarros… teve de tudo, para todos os gostos. A FULLPOWER organizará novamente uma trupe para lá, em 2018, conforme aconteceu nos últimos anos. Em 2017 levamos mais de 70 brasileiros para conhecerem o evento, fazerem negócios e, claro, se divertirem um pouco.