A edição de 2017 do festival de Goodwood, que aconteceu no último final de semana, vai ficar marcada para a história, ao menos para os fãs da Porsche. O evento do Reino Unido foi o palco da apresentação oficial do 911 GT2 RS, que a gente tinha adiantado aqui na FULLPOWER quando o modelo foi visto pela primeira vez durante a E3 (feira de games dos Estados Unidos).

O Porsche 911 GT2 RS é o 911 homologado para as ruas mais potente já produzido pela marca. O motor 3.8 boxer biturbo, de seis cilindros opostos, pulsa 700 cv e 76,4 kgfm de torque, orquestrado por um câmbio de dupla embreagem de sete marchas que envia toda força somente às rodas de trás. Com essas credenciais, a fabricante diz que o modelo entra num panteão de superesportivos capazes de acelerar até os 100 km/h em 2,7 segundos. Insano!

Além do motorzão monstruoso, o 911 GT2 RS também tem as patas mais largas do Porsche. As rodas levíssimas de liga de magnésio de 21” são calçadas por pneus Michelin Pilot Sport Cup 2 325/30, capazes de suportar a velocidade máxima de 340 km/h do bichão.

A estrela de Goodwood ainda traz o sistema de exaustão de titânio mais leve já feito pela marca, 6 kg mais leve que o usado no 911 Turbo S. Essa redução de peso, aliás, é a mesma lipo do pacote Weissach do 918 Spyder, com barras estabilizadoras e tampa do porta-malas de fibra de carbono e as já citadas rodas de magnésio.

A expectativa da Porsche para o GT2 RS é grande: eles querem bater o recorde de 6min52,01seg do Lamborghini Huracan Performante em Nürburgring.

Se você sonha em guiar uma fera dessas aí, é melhor juntar uma boa grana. Os alemães só aceitam encomendas com um cheque de 294.950 dólares, ou quase um milhão de reais.