Lançado antes da Primeira Guerra Mundial, o Type 18 foi um ícone da Bugatti. Raro, teve apenas sete unidades construídas, sendo uma delas propriedade de Roland Garros, francês pioneiro na aviação. Rápido, o carro superava os 160 km/h, graças a um motor quatro cilindros 5.0 de 100 cavalos de potência. Pensando no nostálgico modelo, a fábrica (comprada pelo Grupo Volkswagen em 1998) apresentará no próximo Salão de Pequim — dias 21 a 29 de abril — o Veyron Grand Sport Vitesse “Black Bess”, quinta das seis edições “Legends” da Bugatti.

2014-Bugatti-Veyron-Grand-Sport-Vitesse-Legend-Black-Bess-fullpower-6

Como diferencial, o requintado bólido tem pintura preta com detalhes dourados, com direito a ouro 24 quilates em partes como logotipo e grade dianteira. Internamente, o Black Bess (nome em homenagem a um cavalo de corrida britânico) possui couro diferenciado e personalizado, com pinturas de cenas históricas feitas à mão, como Roland Garros pilotando seu Type 18, além do avião Morane Saulnier Type H, modelo com o qual ele recebeu um prêmio de precisão durante o pouso em 1913.

[nggallery id=556]

Mecanicamente, o Black Bess manterá sua infalível receita de performance. Ou seja, o extraordinário propulsor W16 8.0 Quadriturbo de 1.200 cv e 153 kgfm de torque, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 2,6 segundos e rasgar os 408 km/h de máxima. Serão fabricadas apenas três unidades do modelo, cada uma custando a bagatela de 2,5 milhões de Euros, ou algo perto de R$ 6,5 milhões. Como os 12 modelos comemorativos anteriores já foram vendidos, com preço similar ao do Black Bess, é bem provável que esses três sejam arrematados em pouquíssimo tempo.