A Volkswagen revelou em imagens oficiais o conceito do Golf GTI TCR que mostrou durante o encontro de VAG em Worthersee, na Áustria, que está rolando nesta semana. Conforme a FULLPOWER adiantou, a versão é uma evolução do tradicional Clubsport, e toma emprestado a sigla de competição que o carro participa.

Visualmente, o inédito GTI TCR tem uma pegada mais nervosa do que víamos com o Clubsport. A começar pelo para-choque alargado, com entradas de ar maiores e filamentos horizontais (que valorizam a largura do carro), e o spoiler mais pronunciado logo abaixo. Nas laterais, os destaques ficam por conta das saias e das rodas pretas de 18” com design exclusivo e pinças de freio vermelhas. Atrás, o difusor, que já parecia nervoso no desenho mostrado no começo dessa semana, cumpre o papel de mostrar que esse Golfão não tá pra brincadeira, com duas saídas de escape de cada lado, além do spoiler no teto. Por dentro, o clássico xadrez dos bancos deu lugar a um tecido com acabamento em losangos e faixas vermelhas no centro. O volante tem base reta e costuras vermelhas também.

No hype dessa novidade a gente já tinha falado que o motor que vai impulsionar esse brinquedo aí terá 290 cv de potência e 37,7 kgfm de torque, trabalhando com o câmbio de dupla embreagem de sete marchas DSG e tração dianteira. Fora a pimentinha no motor EA888 de dois litros turbo, o GTI TCR também terá direito a uma suspensão 20 mm mais baixa, amortecedores adaptativos, rodas de 19” e um sistema de exaustão de titânio Akrapovic como opcional.

A versão mais rápida e potente de um Golf GTI já feita deve ser lançada oficialmente no final deste ano e deverá ser o bon voyage dessa geração Mk7 que está prevista para ser substituída no ano que vem.

Agora, se nada disso te impressionou, acalme-se. A preparadora especializada em VAG, a Oettinger, não perderia a oportunidade de mostrar todo o potencial que ela tem para arrancar desse GTI TCR, ainda que ele nem exista de fato. Por isso, ela mostrou o conceito dela própria baseado nesse estudo, com um visual muito mais agressivo, próximo a de carros de corrida mesmo.

Extraindo 360 cv e 47,9 kgfm de torque do motor 2.0 turbo, a preparadora mostra que não tá pra brincadeira. Ainda que, curiosamente, ela pareça estar subestimando o próprio trabalho, dizendo que o 0 a 100 km/h dele seria feito em pouco mais de 5 segundos, quando a versão R de fábrica do Golf (de 300 cv) cumpre essa prova em 4,6 segundos.

O Golf GTI TCR da Oettinger tem uma pegada bem mais próxima do Golf TCR de corrida mesmo, inclusive traz o mesmo capô com o alívio de ar central. As rodas brancas, para-lamas alargados e aerofólio traseiro completam essa receita mais de pista que eles tomaram com o carro.

E aí? Com qual você voltaria pra casa? O GTI TCR de fábrica ou o preparado pela Oettinger?